Feeds:
Posts
Comentários

Parlapatões Natasha e Raul

Esta entrevista relâmpago nos foi concedida no exato período de 22 minutos e 53 segundos, numa agradável tarde de sábado, no centro de São Paulo. Encontramos o “papai Teodoro” no Espaço Parlapatões, ali na Praça Roosevelt. O lugar é super divertido. Cheio de guarda-chuvas no teto, combina bar e teatro para quem quer curtir um happy hour com os amigos, antes ou depois de assistir uma boa peça.

Aliás, esta semana está bombando na mídia várias matérias sobre o assalto que ocorreu lá, na semana passada, e deixou o dramaturgo Mário Bortolotto gravemente ferido. Fiquei bem chocada quando li essa notícia! Confesso que eu e a Mayra ficamos um pouco preocupada de ir até lá, porque a Praça Roosevelt sempre teve a fama de ser um lugar barra pesada. Mas quando fomos, o preconceito passou rapidinho. Lá tem lojinhas e bares muito agradáveis para quem quer fazer um passeio diferente em São Paulo, recomendo muito!

Enfim, vamos falar do Rauuuuul! Gente, o cara é enooooooorme…. hahahaha…. e super expansivo, é daqueles que responde na lata e sem meias palavras. Por isso que a entrevista dele foi curta, mas cheia de informações. Só uma curiosidade para vocês: mamãe e papai Teodoro foram casados na vida real. E as criancinhas da atração realmente vieram do circo… legal né? E mamãe Teodoro é Ângela Dip, a Penélope do Castelo Rá-Tim-Bum. Agora, que tal afastar os móveis da sala e refazer alguns movimentos circenses junto com a Família Teodoro?

Próxima Vítima

A voz Helen Helene! Multiuso no programa! E já com o chinês Tiago Cadedo de volta à trupe!

Aguardem!

Fada Encantada

Quem não se lembra da Fada Dalila? Aquela menininha fofa, de cabelinhos vermelhos e orelha pontuda? As meninas que assistiam Rá-Tim-Bum com certeza se lembram da personagem. E aposto que muitas queriam ser como ela!

Ontem mesmo, encontrei minha amiga Gabi no ônibus, indo para o Mackenzie apresentar nossa fatídica banca (este assunto merece um post especial!), e ela me contou que nas festinhas de criança, amarrava bexigas nas costas para imitar as asinhas da Fadinha! Hahahaha, demais!

Aliás, isso me fez relembrar outro “causo”. Conheço a Gabi desde pequeninha, em um dos aniversários dela levei o LP do Jordy (lembram dele?) para animar a festa. Aí, a gente fez uma competição de quem amava mais ele… hahaha, o disco ficou com marquinha de batom na capa até hoje!!! Bom, retornando ao assunto “Dalila”, a Jéssica Canoletti, atriz que fez a fadinha, também já está bem crescidinha.

Depois de passar uma temporada no Canadá ela retornou para o Brasil e abriu uma clínica de ioga super legal, quem quiser conhecer pode acessar o site dela: (em breve!). Infelizmente ela estava numa correria danada por causa da inauguração da clínica e não conseguimos conversar pessoalmente.

Mas mesmo assim, a entrevista que fizemos com ela foi ótima e, com certeza, rendeu uma das páginas mais bonita do nosso almanaque, na minha humilde opinião. Ah! Para quem não se lembra, a Jéssica também fez uma série de comerciais da Melissinha no final dos anos 80. Olha só que bonitinha…

Fada Dalila e Rói

Música tema da Fada Dalila e trilha musical da nossa banca

Propaganda da Melissinha

Iara Nina Jamra

Iara Jamra é uma daquelas pessoas que não tem como ‘não ir com a cara’. Embora já tenha entrado nos ‘-enta’ há alguns anos, o rosto de menina ainda é marcante nela. O que ainda ficou melhor quando ela abriu a porta e disse “Oi” com a voz fiel da Nina.

Tem pouco mais de um mês que entrevistamos a Nina, ou a Iara. Fazia muito calor naquele dia. A idéia de que a casa dela era perto do metrô Vila Madalena nos fez levou a uma caminhada que pareceu durar mais de meia hora.

Quem nos recepcionou ainda melhor foi a Xica, a vira-lata mais fofa e graciosa. Sem dúvida ela leva o prêmio de ‘pet do ano’ entre os entrevistados.

Relíquias

O mais legal foi ver que Iara ainda guarda o pente da Nina e muitas fotos e recordações daquela época.

A casa dela é cheia de quadros de alunos, de peças que ela fez quando ainda existia o Pod Minoga e os telefones dos amigos daquela época.

No fim, uma entrevista que parecia difícil – pela pouca memória da atriz – foi uma das que deixou mais recordações, digamos, engraçadas. E o melhor, nos rendeu mais uma relíquia.

Foi Iara quem escreveu a Carta ao Leitor do almanaque. Uma carta cheia de carinho, tanto pela época quanto por o que o programa significa hoje. Imperdível.

Carona

Depois de insistir muito que ela nos deixasse em algum barzinho do bairro, convencemos Iara a simplesmente nos deixar no Metrô. O que já foi de grande bondade. Já passava das 22h e a gente ainda não tinha esquecido o que tinha andado até chegar ao prédio dela.

A próxima vítima…

Raul Barreto. Uma entrevista tão rápida quanto o ‘pit-stop’ da F-1. Em breve!!

Carlos Moreno sem os cabelinhos vermelhos do Euclides

Queridos amigos que acompanham nossa jornada. Podem ficar tranquilos, pois nós não desistimos do nosso blog, muito menos do nosso TCC. Aliás, o motivo do nosso sumiço foi justamente uma imersão louca que fizemos no último mês, mas extremamente necessária.

Agora, monografia e peça já estão prontas, nas mãos de dois professores liiiiiiiiiiiiiindjos (hahahaha), só nos resta esperar pela banca (medo²). Voltando a nossa maratona de entrevistas, hoje vou contar como foi a entrevista do Carlos Moreno, o Euclides. Muito mais conhecido como o “garoto-bombril”.

Para quem não sabe o Euclides é o meu personagem preferido do programa, mas eu também tinha/tenho bastante medo dele. Quem já viu sabe que o quadro é bem louco e do nada acontecem coisas surreais.

Quando ele aparecia de pijaminha então já me c*g*v*, porque sabia que ele ia ter um pesadelo e depois quem não dormia era eu. Agora falando do que interessa, a entrevista. A primeira vista o Carlos me pareceu super reservado.

Pior que logo que chegamos, demos várias bolas foras e estávamos com o acesso de riso roçando na garganta. Primeiro porque descemos no andar errado e fomos avisadas por uma voz do além no elevador. Depois, quando fomos nos apresentar a Mayra mandou: “Eu sou a Mayra” e ele emendeou “Ah, Isamara”… e ele ficou até o fim da entrevista achando que a Mayra era Isamara (?????).

Enfim, ele é reservado, mas depois foi se soltando (uuuu)… huaauhauh… contou coisas super legais – e que já estão no nosso almanaque, inclusive me pediu desculpas por eu ter medo do personagem! Muito fofinho! Hahahah… De longe, foi uma das entrevistas que eu mais curti fazer =). Para vocês se divertirem, vou postar um vídeo do quadro.

Fala sério, você não queria ter uma casa assim?!?!?! Não parece aquela “Casa Maluca” que tinha no Playcenter há mil anos? Pensando bem, acho que meu pai não ia gostar muito da ideia, não… Uma vez, na Cidade das Crianças, ele me largou sozinha dentro da casa porque ficou meio “mareado” hahahahaha, tadinho…

Um video do programa para vcs relembrarem…

E uma propagandinha do Bombril bem antiga….

Foi ele quem deu a dica.  Quando Marcelo Mansfield era criança não havia nada como Rá-Tim-Bum, mas um certo programa marcou sua infância, assim como o Rá-Tim-Bum marcou as nossas. Ele se chamava Times Square e foi ao ar pela Tv Excelsior em 1963/64.

Veja alguns trechinhos do programa no vídeo abaixo

…do Varela

O básico do Repórter Ernesto Varela não precisa ser muito curioso para saber. Também, era o Fernando Meirelles quem filmava e o personagem dele era o Valdeci. Todo mundo sabe que Marcelo Tas perguntou para o Maluf se ele era corrupto, deixou o então presidente da CBF de calças curtas… Mas, que fizeram uma credencial de impresa para o repórter com o nome do personagem, ah… isso, pelo menos eu, não sabia!!

Confira esses dois crânios juntos!

E para matar a saudade (de um tempo que não vivemos…)

Fim de semana puxadinho para essa turma Rá-Tim-Bum… Ufa… (E ainda não acabou…). Na reta final da execução dos capítulos, resolvi fazer uma pausinha pra comer um bolo de chocolate feito pela mamis e passar por este blog, que anda meio abandonado devido a intensa correria pra deixar tudo linnndo! 

Theo Werneck – O Pinguim

Eu e o Theo

Eu e o Theo

Lá vai… Depois da entrevista animadíssima com a Eliana Fonseca, partimos na manhã seguinte para a Padaria Real, é, aquela ali do lado da MTV. Nossa vítima era Theo Werneck, o pinguim mal encarado do Rá-Tim-Bum. Pessoalmente, de mal encarado, Theo não tem absolutamente nada!

Chegou e conversou com a gente numa boííssima além de revelar não só super segredos do programa, mas também da própria vida do ator.

Tomamos café da manhã juntos naquela terça-feira cinza e logo fomos de volta para nossos a fazeres por que vinha mais por aquele dia…

Arthur Khol – A Velha (???)

Arthur e Naty!

Arthur e Naty!

Sim! Totalmente excelente!! 

À noite, fomos até a FNAC Pinheiros entrevistar a Velha a Fiar. Ops, o Arthur Khol, o parceiro da Brastemp do Wandi, o casal do Som e Fúria, o ator do Telecurso 2000… enfim… Por que em Pinheiros? Porque o ator está agora se apresentando do lado de outra ex-ratimbum, a Grace Gianoukas, no espetáculo de humor Terça Insana. E adivinha? Khol ainda faz e é muito aplaudido, pela Velha a Fiar! Meu Deus, são anos a fio de Velha a Fiar. Virou Matusalém já! Hehe…

Próxima Vítima

Esponja de Aço!

Esponja de Aço!

Na quarta-feira entrevistamos, finalmente, o queridíssimo Garoto Bom Bril! Siiiimm!! Carlos Moreno! O Euclides! Uma graça de ‘menino’! Aguardem!!

Tem mais

Confiram em breve um momento muito legal de Fernando Meirelles e Marcelo Tas juntos. Falando de Varela! Aguardem [2]!!